domingo, 28 de dezembro de 2008

O alfabeto egípcio

Os egípcios tinham, basicamente, dois tipos de sinais: os fonogramas (que representavam sons) e os ideogramas (que representavam idéias).

Os fonogramas, por sua vez, eram de três tipos: os que representavam um som (o alfabeto egípcio); os que representavam dois sons (os sinais bilíteros) e os de três sons (os trilíteros).

Os sinais do chamado alfabeto egípcios eram, sem dúvida, os mais utilizados. Os primeiros que irei apresentar aparecem na tabela abaixo.

Os sinais que aparecem nesta tabela, e nas outras que se seguirão, estão em ordem "alfabética". Ou seja, na ordem em que as palavras aparecem nos dicionários hieroglíficos. Assim, convém decorar esta ordem.

Lembre-se: os egípcios não escreviam vogais. Apenas consoantes e semi consoantes (como o y). Assim, se quisessem escrever "cadeira" escreveriam apenas "cdr".

O que aparece na tabela acima? O sinal hieroglífico, propriamente dito. Na segunda coluna está a transliteração. O que é isso? É como se costuma representar, em sinais modernos, os hieróglifos. Já falaremos mais disso.

Na terceira coluna está o que cada hieróglifo representa. Repare o último sinal. Não é um pintinho, e sim um codorniz. Os egípcios não conheciam galinhas (não conheciam camelos, também, mas isso é outra história).

Na última coluna está o que se chama de "Manual de Codage". É uma convenção de como representar os hieróglifos usando os sinais disponíveis em um teclado comum. Ele serve especialmente para programas de computador que escrevem em hieróglifos.

Vamos voltar à transliteração. Nela, procura-se representar, o mais fielmente possível, o som que a letra representa. Não há dificuldade no j, no y e no w. Mas o que são os outros sinais?

O do abutre. Aquele sinal representa um som específico. É um som quando a glote interrompe a passagem de ar. Como ocorre quando falamos a alternativa. O símbolo do abutre, na escrita egípcia, representa esta interrupção que ocorre entre as duas palavras.

É um som que não existe em português.

O do braço é ainda mais complicado. É outro som que não existe em nossa língua. É um "a" bastante aspirado.

Você quer aprender egípcio? Algumas coisas devem ser decoradas. O alfabeto e a transliteração são uma dessas coisas.

Um comentário:

  1. gostava de saber mais sobre o egipto.
    historia do pais.
    saber o meu nome em egipcio.
    domingos.

    ResponderExcluir